O diferente.

1 de mar de 2017


O diferente sempre é o contrário daquilo que já estamos acostumadas, o novo, o repentino, a surpresa. Dá pra juntar mil pessoas e cada uma vai ter uma história sobre um amor que começou diferente e terminou da mesma história.

O clima é diferente, o olhar é diferente, as atitudes são diferentes. As mãos entrelaçadas formam uma combinação perfeita, o abraço parece ser o encaixe perfeito e os sonhos. Como pode ser o sonho de duas pessoas serem tão parecidos assim? Isso só pode ser coisa do destino. Mas não é. 

Um ou até dois meses diferentes tudo começa a ficar igual a todas as outras vezes e você já prevê que o coração vai se machucar de novo. Mas, relaxa, a culpa nunca vai ser sua. Quando não é pra ser, não acontece, não há nada nesse mundo que possa ir ao nosso favor. Dá até pra ouvir a a desilusão que chega e faz questão de lembrar que se você estivesse prestando atenção no céu, no carro que cruzava a esquina ou no outro casal que se declarava a sua frente, os teus olhos não teriam sido captados por aquele olhar que era tão diferente e agora se tornou igual ao de todos os outros desconhecidos que sempre cruza o nosso caminho.

E aí começamos a nos questionar como conseguimos ser tão bobas por acreditar na mesma ladainha de sempre. Sempre acreditamos, criamos a esperança, o coração chega até palpitar, as músicas do Jorge e Mateus encaixam tão perfeitamente que a gente até já sabe quais serão os trechos da foto que vamos publicar. Precisamos, mais uma vez, começar a esquecer parte por parte, até que o coração esteja em um bom estado. Até porque, a reação vai de cada uma, de coração pra coração, uns se machucam feio, outros só precisam de um próximo empurrão para viver tudo novamente.

Mas eu não quero falar sobre a dor do nosso coração. Nem sobre como se livrar disso. Queria eu que a gente soubesse a hora certa em que tudo ia acontecer como nos nossos sonhos. Talvez, todas essas desilusões são pra nos mostrar que, na hora certa, você vai estar com aquela pessoa que vai te fazer agradecer porque todas as outras vezes deram errado. 

Pra achar essa pessoa, você não tem que ficar procurando o que é diferente de todos os outros que passaram pela sua vida. Porque sentir as borboletas no estomago é muito bom, sentir o carinho e a compreensão que vem no início também é muito bom. Se sentir amada é a melhor sensação do mundo! Por isso que eu digo, escolha o que é igual, o que trás os mesmos sentimentos e emoções. Mas, que ele escolha permanecer na sua vida. 

Não se feche pra novas histórias porque a última não teve o fim que você espera. Se a gente pensar mesmo, nessa modernidade toda, precisam de várias páginas, contratempos e capítulos com finais errado para que, no final do livro, realmente aconteça o final feliz em que os sinos vão tocar, o arroz vai cair e o pra sempre vai chegar.

9 comentários:

  1. Amei o texto e sua visão sobre isso. Super concordo com o fato de que devemos buscar encontrar alguém que seja parecido conosco, pois é sempre bom alguém que acompanhe o mesmo pique a gente, mas tem pessoas que dão certo com os opostos, então, acho que para cada um há o certo e errado, então devemos apenas buscar o que nos faz feliz, independente de opostos os iguais.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito que não devemos procurar, devemos esperar, nem correr atras deixar as coisas acontecerem naturalmente sem nenhuma exopectativa e sem nenhuma ambição, a solterisse não é tão horrenda assim. Só que eu quero alguem, mais vai acontecer quando menos esperar porque as melhor coisas acontecem assim,é só surpresa se você não saber, devemos fazer o que nos faz feliz e não buscar a felicidade não é ser, é estar, não se procura a felicidade e nem se encontra, e o diferente assusta demais, da um certo friozinho na barriga, mas passa, e continua sendo diferente até se torna igual

    AMEI O POST <3
    XOXO <3
    http://dosedestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. mt bacana esse texto, ainda estou querendo ver as coisas diferentes por aqui, procurando por alguem pra me acompanhar

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito seu texto. Eu penso que quando não é pra ser, por mais doloroso que possa ser, é melhor que termine tudo cedo. Afinal, são menos sofrimentos, menos lembranças, menos tudo. As vezes queremos ficar lutando por um amor que não vale a pena que só nos faz machucar, pensando que a pessoa vai mudar e ser como nós idealizamos, mas nós que temos que mudar e nos respeitar mais e não perder tempo com quem não merece.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. OOOOOOOI

    eu muitas vezes já fui dessas que queria desistir do diferente por os fins serem sempre iguais. Mas enquanto a gente tá vivo, tem que sentir o bom e o ruim mesmo que as experiências podem nos proporcionar. Não tem como adivinhar se vai ser favorável ou nao, então temos de nos jogar, né?
    dorei o texto *-*

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  6. Gostei do texto, mas acho que devemos nos curtir, viver a nossa vida, construir algo para nós, do que ficar procurando alguém. Uma hora vai aparecer, quando menos esperamos e se não der certo, que venha mais uma página para um novo capítulo ou se der arroz, bingo!

    www.universopraticofeminino.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei,tudo que for para acontecer,acontecerá no momento certo,não podemos nos fechar para a vida,devemos seguir em frente,coração aberto e disposto a amar sempre.
    Parabéns :D
    Beijos ^.^
    littlewonderscrm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu curti muito o teu texto, mas acho que antes de qualquer coisa o nosso objetivo sempre tem que ser nos amar mais do que qualquer outra pessoa. Sempre sinto que, se o sentimento que eu quero dar pra alguém for algo que eu não consigo dar pra mim mesma, então não vai sair tudo certo, sabe? Mas ainda assim, esse teu texto me tocou bastante, foi escrito lindamente!

    ResponderExcluir