Decidi Emagrecer.

1 de dez de 2016

Nunca fui defensora de padrões de beleza. Essa história de que precisamos de ter a barriga chapada para ser considerada bonita. Deixemos isso de lado, por favor. Todas nós somos lindas, sim, sim, sim!

Mas, eu defendo o nosso bem-estar de acordo com o bom senso. Sempre tem uma coisinha ou outra que queremos mudar na nossa vida, mas a nossa felicidade não tem que depender disso. Quando eu tinha 17 anos, eu tive um quadro de anorexia e foi uma das piores experiências que eu poderia ter. Eu tinha o " corpo perfeito", mas eu não tinha nem forças para sair da cama direito. Depois que me curei, eu passei a valorizar muito mais a minha vida. Eu não me privava de comer, mas eu aprendi a regular a minha alimentação e a me sentir bem com isso. A aceitar minha barriguinha, por mais que em diversos momentos ela pudesse me incomodar. Inclusive, no final do ano passado fui para a praia feliz da vida. 

Acontece que no inicio do ano, eu passei por um momento muito difícil. E eu descontava todo o meu emocional abalado na comida. A ansiedade se misturou com a situação e eu comecei a engordar muito. Muito mesmo. 
A primeira foto é de Fevereiro ( 2016). Eu já estava com vários kgs a mais do normal. Tinha acabado de chegar na cidade dos meus tios para passar uma temporada. Nessa cidade, minha tia trabalhava em uma clinica de estética e eu fiz alguns procedimentos, inclusive uma dieta mais controlada. Dá para ver uma certa diferença na segunda foto, que foi tirada em Março. 

Quando voltei para Belo Horizonte em Abril (a terceira foto) foi mais uma mudança e eu não engordei e nem emagreci. Permaneci no mesmo peso em que retornei da casa dos meus tios.
Entre Abril e Agosto, eu engordei um pouco mais. Nas fotos dá para ver que meu rosto estava bem inchado. A segunda foto é de Setembro, eu já estava mais inchada, mas era devido a medicação que precisei usar em uma crise de asma. Só que a grande mudança entre a segunda e terceira foto aconteceu por um problema no meu joelho. Com o peso em excesso ( eu pesei e estava 12 kgs a mais do que o meu peso normal), o meu joelho passou a ser prejudicado. Eu sentia diversas dores, não conseguia usar salto alto, constantemente estava com gelo e em repouso. 

Junto com a minha mãe, comecei uma dieta em que não precisei investir em sucos detox ou qualquer metodo maluco. Eu só fiz um reeducação alimentar. Tirei coisas que eu comia em excesso como: brigadeiro, pizza e hambúrguer. Troquei o leite com toddy durante todo o dia por café ou chá matte, o pão francês por torradas e biscoito. Nesse caso, eu amo pão francês, então eu comia um durante o dia ao invés de três. E, investi em frutas e salada.
Uma foto publicada por Lolla (@lollacamelo) em



Hoje, quase três meses depois dessa nova adaptação. Eu estou com a cabeça bem tranquila, as dores no meu joelho já diminuíram consideravelmente, inclusive, nesse fim de semana já consegui usar salto sem morrer de dor depois, roupas que já não serviam em mim já foram incluídas nas opções novamente ( oh sensação boa entrar em um jeans que mal fechava). Já como tudo o que eu quero e na hora que quero, porque aprendi a controlar, sabe? Nada em excesso faz bem. Nem comida e nem preocupações com a opinião dos outros. Se você consegue se olhar no espelho e se sentir bem com o que vê.

A minha auto-estima já está bem melhor do que quando 2016 iniciou. E isso não foi agradável apenas para o físico, mas para o meu emocional também. Isso é o que importa.





17 comentários:

  1. Oi Lolla!
    Acho que a gente tem que ser feliz com o nosso corpo, independente se somos gordos, magros, ou de qualquer forma. Eu, por exemplo, nunca fui muito magra, uma vez emagreci bastante e não gostei do meu corpo, gosto mais dele um pouco mais cheio. Depois engordei muito, e comecei a ficar insatisfeita novamente. Mas estou tentando mudar minha alimentação por questão de saúde, e estou chegando no corpo que me agrada, nem tão cheia, nem tão magra.
    Enfim, saúde e bem-estar em primeiro lugar.
    Tu é linda!
    Beijos!

    http://www.tarsilamartins.com/

    ResponderExcluir
  2. Olha flor, sabe qual é o nosso problema minha opinião é que na maioria das vezes nunca estamos satisfeito como que somos e temos, sempre estamos reclamando por uma barriguinha aqui, um cabelo que nao ta legal, mas eu acho isso tudo uma ilusão, por que o que vale mesmo é o caráter. beijos!

    ResponderExcluir
  3. Lolla, que diferença incrível. Quero-te dar os parabéns pela força de vontade, você está linda!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // MEGA GIVEAWAY DE NATAL //

    ResponderExcluir
  4. Que linda, parabéns pela força de vontade <3 E concordo que devemos fazer o que a gente se sente melhor! Preciso perder uns quilinhos também, mas confesso que falta foco, mas amei seu texto e me motivou bastante.

    ResponderExcluir
  5. Que lindoona!!
    Seu corpo está lindo!
    Parabéns pela força de vontade de emagrecer

    ResponderExcluir
  6. É tão bom quando estamos de bem com a gente mesmo, né?


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Que legal linda. Parabéns eu já tentei de tudo e não consigo emagrecer de jeito nenhum.

    ResponderExcluir
  8. Oi tudo bom.
    Bem legal ler sua história. Eu ainda não consegui encontrar o equilíbrio. Mas estou na luta constantemente. Fui de um extremo a outro. Mas um dia eu vou conseguir.
    Parabéns pela mudança.

    ResponderExcluir
  9. Acredita que comigo sempre foi o contrário? Eu sempre quis engordar, mas até hoje nada deu certo. Aí desisti de tentar hahahha

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre fui magra e por isso sofria muito bullingyn na escola e até em casa cm meu irmão 😂. Hoje eu no ligo mais pra magreza ou se engorda um dia. Deixei a vida me dizer quem eu sou pra a resposta sozinha ir pra aqueles que me zoaram . Hoje sou feliz com meu corpo e meu esposo me ama assim . Não ligue pra criticas, afinal ninguém paga suas contas. Se importe com vc e com seu bem estar. Opinião de ninguém é melhor do que a de nois mesma .

    ResponderExcluir
  11. Parabéens por conquistar não só uma vida mais saudável, mas também ser feliz do jeito que você é. Acho que isso é o mais importante, ser feliz e se aceitar, independente do corpo!
    Beijooos
    Yanna Karim

    ResponderExcluir
  12. Olá Lolla
    Eu sou super a favor de ter o corpo que te faz feliz . Seja ele mais cheinho ,mais magrinho ou mais "definido" o importante mesmo é você se confortável e feliz .
    Parabéns pela iniciativa , e de qualquer modo você está LINDA!
    Blog: www.estacaonoventae7.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. O mais importante é colocar a saúde, e os cuidados. estes "padrões de beleza" so servem para deixar as pessoas tristes com elas mesmas e buscando ser quem não gostaria de ser em outras épocas. Você ta linda! Super beijo da Luma 😘

    ResponderExcluir
  14. Amei seu post e a lição que transmitiu. Realmente a gente deve ter o corpo que nos satisfaz, mas a nossa felicidade não pode depender disso. Eu sempre quis fazer uma reeducação, mas eu sou feliz comendo KKKKKKKKKKKKKKKKK Sou preguiçosa demais pra isso, não abro mão de besteiras, sabe? Mas há tempos queria fazer só pra cuidar mais da minha saúde mesmo... Seu post foi um incentivo.

    www.nandadoria.com.br

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post, principalmente por que é uma questão de cuidado com si mesma, e não com padrões impostos. Siga firme!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  16. Que post mais incrível, quero muito emagrecer um pouco e durante um tempo fiz reeducação alimentar por 3 meses, sem dieta ou suco maluco também, foi a melhor coisa. Pretendo voltar! Um super beijo, Blog Minuto de Bobeira

    ResponderExcluir
  17. O importante é se sentir bem consigo mesmo, sucesso nessa nova caminhada! Beijos

    devaneiosdeinverno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir