A Praça.

13 de jul de 2016

No ano passado aconteceu muitas coisas que mudaram a minha vida de diversas maneiras. Uma delas é que fui assaltada duas vezes em menos de dois meses. E esse era o maior medo que eu tinha.

Após esses dois ocorridos, a mudança que ocorreu é que eu já não saia de casa mais. Eu estava acostumada a sair sozinha no mínimo três vezes na semana para ir a igreja e essa frequência deixou de existir. Era aos domingos e olhe lá, se antes de sair eu entrasse em pânico, nem o pé no portão eu colocava. E isso durou de Outubro do ano passado até Abril deste ano. Foi muito tempo.

É um grande trauma dar de cara com um dos meus maiores medos. Mas o problema ficou ainda maior quando eu deixei que esse medo controlasse as minhas ações, a minha vida. Eu não sei se vocês conseguem imaginar essa sensação, mas sair de casa olhando para todos os lados em todo o tempo é horrível. É como se você não tivesse paz. 

Como cristã, eu dizia que eu confiava em Deus em todo o tempo, mas que eu precisava de tempo para conseguir enfrentar tudo. Era como se eu deixasse Deus controlar tudo, mas o medo ficava por minha conta. E tinha dias que eu conseguia sair tranquila, respirava fundo, voltava cedo, mas me apavorava ao ouvir tanta gente me dizendo que se eu continuasse a pensar só no medo, de alguma forma eu atrairia isso novamente. Era ouvir isso para o meu coração travar novamente e eu cancelar tudo o que queria fazer.

Até que eu estava nos dois extremos, de um lado tinha uma lista de coisas que eu queria fazer, do outro estava o medo que não me deixava fazer nada. Cansada de ficar sempre em casa e de me privar de tanta coisa, passei a orar toda vez que eu tinha algo pra fazer, até pra ir na padaria que é a duas quadras da minha casa. Pode ser uma bobeira pra muita gente, mas era a única coisa que me trazia paz e segurança pra continuar. 

E mesmo conseguindo fazer grande parte das coisas, eu ainda sentia falta da coragem em descobrir coisas sozinhas. Pegar um ônibus desconhecido para um lado da cidade que eu ainda não havia ido, andar sozinha novamente por ruas que eu já andei diversas vezes e deixei de fazer pelo medo de algo acontecer. Então, eu passei a orar quanto a isso, eu falava com Deus " olha, eu sinto que melhorei mas eu quero melhorar ainda mais, eu não quero mais esse medo, me ajuda". Ou seja, eu entreguei isso também, eu admiti que eu não conseguia. 

Passaram alguns dias até que em um sonho foi como se Deus estivesse falando comigo que eu nunca estava sozinha, Ele sempre esteve ali, sempre me guardou mas o meu medo me impediu de enxergar isso. Sempre que ando pela minha casa e entro no meu quarto, é como se eu conseguisse sentir tão nitidamente que Ele estava ali a me olhar o tempo inteiro, mas é porque dentro da minha casa era onde eu me sentia segura. Mas Ele é Deus, Ele está em todos os lugares e a promessa é que Ele estaria conosco todos os dias, mas o meu medo me impedia de enxergar isso. 

Eu agarrei isso com todas as minhas forças. Na hora de sair de casa eu respirava fundo e repetia " Ele está comigo..." e conseguia sair. Um passo de cada vez, um ônibus em um horário diferente, descer em um local diferente. Até que ontem, pela primeira vez depois de muito tempo, eu consegui sentar em um banco de praça. Pra ser bem exata, no banco da praça que eu mais amo aqui em Belo Horizonte. Foram quase duas horas esperando a minha amiga chegar com pessoas de todos os jeitos passando por mim. Pessoas largando serviço, pessoas indo trabalhar, pessoas trabalhando, amigos conversando, pais e filhos brincando, moradores de rua, hippies, músicos, fotógrafos, eu e Ele . Em um banco branco, lendo o livro, vendo o pôr do sol e dentro do meu coração já não havia mais o medo de alguém aparecer e fazer algo de ruim comigo, ao contrário, havia a paz de que até ali Ele estava comigo.
Estou sujeita a passar pela a mesma situação novamente? Sim, eu estou, porque o mundo é mal e vemos isso em todo o tempo na TV.  Mas hoje eu posso dizer, eu nunca estive e nunca vou estar sozinha. Sejam dias bons ou péssimos, nublados ou chuvosos, verão ou inverno. O mesmo Deus que está dentro da igreja que eu vou no domingo e que está no meu quarto quando eu oro, é o mesmo que caminha comigo em cada um dos meus passos. E que bom que isso não é um privilégio só meu, é com todos nós. Só é necessário abrir os olhos e reconhecer que Ele sempre vai estar ali. Você nunca viu o vento e sabe que ele está ali para te refrescar, eu ainda não vi Deus face a face, mas sei que Ele está ali pra me guardar e que sempre vai ser assim. 

As vezes achamos que Deus não está ajudando ou não está olhando para a nossa situação em questão. Mas, hoje eu posso afirmar que Ele sempre está olhando, mas a nossa mania de querer controlar tudo nos impede de ver a solução de tudo. Nós vemos o hoje e o agora, Deus vê o amanhã e o resto dos nosso dias. Pra mim, é impossível não confiar. Porque Ele sim sabe de tudo, Ele sabe exatamente o que é necessário mostrar e a hora que deve mostrar e nós só precisamos confiar. Graças a esse amor, só precisamos confiar.

Não consigo me cansar de dizer o quanto eu dependo dEle. Porque Ele sabe exatamente o que eu preciso e sentar naquele banco com toda a paz que Ele me proporcionou era exatamente o que eu precisava.

5 comentários:

  1. Amei o texto LL, sempre deveríamos mesmo enxergar o quanto Ele nos protege de tudo, e que está ao nosso lado o tempo todo, é incrível isso!!! Continue sempre superando seus medos, porque eles podem ser grande, mas, nosso Deus é muito maior!!!

    ResponderExcluir
  2. É louco pensar que ele está sempre nos ajudando e sempre com a gente. Ele nos protege mesmo sem a gente pedir. Tive várias provas de que ele estava comigo desde quando eu nasci, mas uma prova forte foi quando aconteceu comigo um negócio no carnaval (contei aqui: https://www.facebook.com/euestouferrada/videos/975670459175608/), tinha um anjo ali comigo me ajudando, tinha uma força maior, porque depois que fui salva, eu senti, sabe? Temos que tomar o devido cuidado, mas não devemos deixar que o medo controle a nossa vida, temos que ter confiança também junto com o cuidado, pra poder viver. Do que adianta viver com medo e deixar uma vida inteira passar assim né? Temos que agir. Enfim, adorei o seu post!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que texto incrível, realmente temos que saber valorizar mais tudo... pois Ele está sempre nos guiando e nos auxiliando! Você escreve muito bem, parabéns!
    Bisous,
    Blog Pequeno Muffin | Lara Reis
    www.pequenomuffin.com.br

    ResponderExcluir
  4. Santo Deus! É tão bom saber que não somos os únicos a passar provas como essas. Lindo post Flor...
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras
    Vintage Feelings
    Grande Vaidosa

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca fui assaltada e morro de medo de pensar em passar por uma situação dessas. Fico feliz em saber que você está melhor, realmente nunca estamos sozinhos!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir