Maratona Netflix - Especial de Natal.

8 de dez de 2016

Eu sou uma das pessoas que mais ama Natal. Conto os dias para Dezembro chegar, ir em todos os shopping e praças para ver a decoração, preparar as mil confraternizações e amigos secretos, ajudar minha mãe a decidir a Ceia de Natal, decorar a casa e esperar pelo dia 24/25 só para viver esse dia lindo com a minha família.

Mas, se tem outra coisa que eu amo, é assistir filmes de Natal em Dezembro. Dá um gostinho mais especial, sei lá. A verdade, é que corro pra casa quase todos os dias, escolho um entre os milhares de filmes que já assisti nessa época e aperto o play como se fosse a primeira vez. Vai entender essa mania, mas é uma das mais divertidas.

Como estamos em Dezembro, decidi compartilhar os filmes mais legais de toda essa maratona com vocês. Não sei quais dias vão ser liberados, não sei quantos filmes por vez, mas vai ter muito filme pra vocês assistirem! Uhul, olhem só a seleção de hoje.

12 Dates Of Christmas.

O mais fofinho da lista de hoje. 12 Dates of Christmas conta a história de Kate, ela tem uma vida bem sucedida mas morre de medo de morrer sozinha. Ela decidi reconquistar o ex namorado, enquanto escolhe um presente para ganhar alguns pontos, ela leva uma "borrifada" de um perfume que acaba causando um desmaio. Aparentemente, não é nada. 

Naquele mesmo dia, ela descobre que seu ex está noivo, trata a sua vizinha de qualquer jeito, termina seu encontro as cegas de qualquer jeito... resumindo, ela tem um dos piores dias da sua vida. Mas, quando o relógio marca meia noite, misteriosamente Kate volta ao momento em que desmaiou e tem a opção de viver todo aquele dia novamente. No total, ela recebe 12 chances de fazer tudo diferente e viver uma noite de Natal maravilhosa. Sério, vale muito a pena ver. Parece que vai ser cansativo ver 12 vezes a mesma cena, mas as outras compensam todo esse cansaço.

A Royal Christmas


Imagina se você descobre que o seu namorado não é só o príncipe dos seus sonhos, mas um príncipe de verdade? Foi exatamente o que aconteceu com Emily. Ela tinha um relacionamento maravilhoso com Leo, até que perto do Natal, a Rainha o convoca para voltar ao reino e participar do Baile de Natal. Como teria que desfazer seus planos com Emily, ele decide contar a verdade e leva-la para conhecer sua mãe. 

Só que a Rainha não é a favor desse relacionamento. Ela decide fazer de tudo para terminar esse relacionamento enquanto Emily tenta se encaixar nesse novo mundo. É o famoso conto de fadas, com um clima de natal mas contado de um jeito muito gostosinho de assistir.

Papai Noel Casamenteiro.


Mesma atriz e uma história completamente diferente. Dessa vez, Lacey Chabert interpreta Melanie, uma menina que escreveu uma carta ao papai noel pedindo para encontrar seu príncipe encantado. O que ela não esperava era que ele havia guardado esse pedido esperando a hora certa para atende-lo.

Anos depois, ela tem uma confeitaria e namora Justin, novo diretor de uma grande empresa e que anda muito ocupado para dar atenção a sua namorada. Sempre que marca um compromisso, ele envia Dean, seu melhor amigo, para " fazer sala" até ele conseguir chegar. Só que em uma viagem, enquanto leva Melanie para encontrar Justin, Dean dá carona a Chris, um papai noel que está indo em direção à uma cidade perto do seu destino. Chegando lá o carro estraga e eles precisam passar alguns dias lá até tudo se concertar.  Só que eles não esperavam que um sentimento em especial ia vir à tona nessa reviravolta do destino.

Mais um fofinho, aliás, todos os três foram bem fofinhos! haha Prometo que nem todos os filmes serão cheios de história de amor assim, viu? Vai ter muita diversidade!

Vocês já viram algum desses filmes? Tem algum filme com esse tema para indicar? Podem me contar! 

Um super beijo e fiquem com Deus

O estilo das brasileiras.

5 de dez de 2016

Faz um bom tempo que quero começar essa série de posts aqui. Vocês sabem que temos muitas meninas com um estilo incrível ao redor do mundo, sejam elas blogueiras, youtubers, cantoras ou atrizes. A cada look que é publicado, dá pra gente ter uma noção do que podemos combinar, do truques que dá para utilizar no dia a dia ( o nó na barra da blusa, a barra da calça dobrada, apenas uma parte da blusa dentro da calça). E apesar dos diversos estilos parecidos, cada uma tem um toque diferente, algo que ama, algo que não pode faltar. Esse post é justamente sobre isso, as diferenças nos estilos.

Hoje eu escolhi quatro meninas que tem chamado a atenção no estilo delas. Eu sigo, amo e curto tudo. Olhem só:


Ana Lídia Lopes: Comecei a acompanhar depois que ela ganhou o Desafio Meliuz. Mineira e super estilosa. Daquelas que qualquer coisa que vestir fica bom, seja largou ou seja justo. Além dos brincões maravilhosos e super divertidos que ela ama investir. Mas, pra mim, o que dá todo charme é esse cabelo maravilhoso mesmo, os penteados lindos que a Ana faz.


Priscilla Alcântara: Não temos nem o que dizer. A Pri também é daquelas que qualquer coisa que usar fica lindo. Mas, ultimamente ela tem apostado em várias saias, além dos sapatados estilosos com salto tratorado que está super em alta. E temos esse cabelo maravilhoso que já teve diversos estilos, mas esse rosa está sendo o meu preferido. Esse fim de semana ela retocou a cor e está mais lindo ainda.


Thaynara OG: A Thay está bombando, isso é fato. E ela merece, né? Com tanto carisma! Independente da ocasião, ela sempre escolhe um vestido, saia midi ou um macacão. Combina demais com ela, sério, não consigo enxergar a Thay com uns looks da Pri Alcantâra! haha


Marina Ruy Barbosa: Sinceramente, acho a Marina a rainha da elegância. Sempre está entre as mais bem vestidas do ano, sempre que aparece é com um look mais lindo do que o outro e, na maioria das vezes, ela aposta nos vestidos ou nas saias. Mas se tiver que usar calça, ela usa e arrasa também. Esse vestido branco que ela usou recentemente entrou para a lista dos favoritos, junto com todos os looks que ela usou em Paris.

Essas são as quatro de hoje, viu? Ainda vamos falar de outras brasileiras que são super estilosas. Aproveita e conta aí nos comentários quais são as brasileiras que vocês acham estilosas?

Um super beijo e fiquem com Deus <3

Decidi Emagrecer.

1 de dez de 2016

Nunca fui defensora de padrões de beleza. Essa história de que precisamos de ter a barriga chapada para ser considerada bonita. Deixemos isso de lado, por favor. Todas nós somos lindas, sim, sim, sim!

Mas, eu defendo o nosso bem-estar de acordo com o bom senso. Sempre tem uma coisinha ou outra que queremos mudar na nossa vida, mas a nossa felicidade não tem que depender disso. Quando eu tinha 17 anos, eu tive um quadro de anorexia e foi uma das piores experiências que eu poderia ter. Eu tinha o " corpo perfeito", mas eu não tinha nem forças para sair da cama direito. Depois que me curei, eu passei a valorizar muito mais a minha vida. Eu não me privava de comer, mas eu aprendi a regular a minha alimentação e a me sentir bem com isso. A aceitar minha barriguinha, por mais que em diversos momentos ela pudesse me incomodar. Inclusive, no final do ano passado fui para a praia feliz da vida. 

Acontece que no inicio do ano, eu passei por um momento muito difícil. E eu descontava todo o meu emocional abalado na comida. A ansiedade se misturou com a situação e eu comecei a engordar muito. Muito mesmo. 
A primeira foto é de Fevereiro ( 2016). Eu já estava com vários kgs a mais do normal. Tinha acabado de chegar na cidade dos meus tios para passar uma temporada. Nessa cidade, minha tia trabalhava em uma clinica de estética e eu fiz alguns procedimentos, inclusive uma dieta mais controlada. Dá para ver uma certa diferença na segunda foto, que foi tirada em Março. 

Quando voltei para Belo Horizonte em Abril (a terceira foto) foi mais uma mudança e eu não engordei e nem emagreci. Permaneci no mesmo peso em que retornei da casa dos meus tios.
Entre Abril e Agosto, eu engordei um pouco mais. Nas fotos dá para ver que meu rosto estava bem inchado. A segunda foto é de Setembro, eu já estava mais inchada, mas era devido a medicação que precisei usar em uma crise de asma. Só que a grande mudança entre a segunda e terceira foto aconteceu por um problema no meu joelho. Com o peso em excesso ( eu pesei e estava 12 kgs a mais do que o meu peso normal), o meu joelho passou a ser prejudicado. Eu sentia diversas dores, não conseguia usar salto alto, constantemente estava com gelo e em repouso. 

Junto com a minha mãe, comecei uma dieta em que não precisei investir em sucos detox ou qualquer metodo maluco. Eu só fiz um reeducação alimentar. Tirei coisas que eu comia em excesso como: brigadeiro, pizza e hambúrguer. Troquei o leite com toddy durante todo o dia por café ou chá matte, o pão francês por torradas e biscoito. Nesse caso, eu amo pão francês, então eu comia um durante o dia ao invés de três. E, investi em frutas e salada.
Uma foto publicada por Lolla (@lollacamelo) em



Hoje, quase três meses depois dessa nova adaptação. Eu estou com a cabeça bem tranquila, as dores no meu joelho já diminuíram consideravelmente, inclusive, nesse fim de semana já consegui usar salto sem morrer de dor depois, roupas que já não serviam em mim já foram incluídas nas opções novamente ( oh sensação boa entrar em um jeans que mal fechava). Já como tudo o que eu quero e na hora que quero, porque aprendi a controlar, sabe? Nada em excesso faz bem. Nem comida e nem preocupações com a opinião dos outros. Se você consegue se olhar no espelho e se sentir bem com o que vê.

A minha auto-estima já está bem melhor do que quando 2016 iniciou. E isso não foi agradável apenas para o físico, mas para o meu emocional também. Isso é o que importa.





No silêncio.

30 de nov de 2016


É tão ingênuo quando em nosso coração se instala uma batalha ao ouvir o Pastor descrever toda a sua vida lá na frente. Ter que levantar, no meio daquele mundo de gente e  anunciar todas as suas fraquezas naquele exato momento não é a tarefa mais fácil. Vamos adiando, adiando, adiando até desabar.

Chega o dia em que decidimos ir lá na frente. O fardo anda pesado demais, as lágrimas já transbordam nos olhos e tudo o que queremos é um alívio disso tudo. Só um pouco, não aguentamos mais. Ir lá na frente e receber uma oração não vai ser a solução mágica dos nossos problemas. Sonho meu, sonho nosso.

Lembro do dia que questionei isso. Eu tinha ido lá na frente, o alivio tinha chegado mas a tempestade permanecia. E, como resposta, ouvi que Deus trabalhava em silêncio. Em silêncio? Como assim? Como vou saber? É... a graça está realmente aí, no momento em que somos surpreendidos. 

Vou contar pra vocês uma coisa. Chegou um determinado dia em que eu não queria depender da oração de ninguém. Eu queria orar e alcançar o que eu teria que alcançar. É muito bom ter pessoas intercedendo por nossas vidas, mas não devemos depender apenas disso. Nós também temos que buscar as próprias soluções para os nossos problemas. Nós temos que ter coragem para olhar para Jesus, contar tudo o que se passa no nosso coração, desde as coisas mais bobas até os problemas mais sérios. Dessa maneira, nossos olhos começam a estar fixos nEle. Quanto mais falamos, mais paz alcançamos, mais queremos falar. 

A partir desse momento, passamos a caminhar em direção a Jesus. Passo a passo, entre lágrimas e sorrisos. Vamos andando, em momentos acompanhando de diversas pessoas, em outros momentos trilhamos sozinhos, só para chegar até onde ele está. Chega em um certo ponto que olhamos pra trás e percebemos que tudo mudou. O clima, a estação, os sonhos, o coração. Você vai andando e Ele vai trabalhando. Em silêncio, na calmaria.  

Queremos tudo para amanhã, mas ao longo dessa caminhada, o amanhã se tornou um mistério. E que mistério lindo de ser desvendado. Descobri que enquanto durmo, Ele trabalha. Enquanto eu sonho, Ele trás a realidade outras coisas. Enquanto eu ando, Ele cuida. Eu não sei nada do que vai acontecer, mas eu sei em que eu posso confiar. Eu sei pra onde devo olhar.

A renuncia de diversas coisas que costumava doer como uma faca, passou a ser um prazer. Porque nada se compara a paz que Ele trás. Nada se compara aos sonhos que estão para se realizar. É verdade, nunca seremos capazes de sequer imagina tudo o que Ele tem preparado para as nossas vidas.  

Enquanto caminhamos, Ele pode permanecer em silêncio. Mas ainda temos o abraço, ainda temos o ombro pra chorar, ainda temos a mão para no guiar. E quando a gente se der conta, nada será como antes. Nem o que somos, nem o que está ao nosso redor. Mas Ele permanecerá o mesmo, sua fidelidade e o seu amor ainda estará te cercando. Ele ainda estará cuidando de você. Ele ainda é o mesmo, do início da caminhada até o final dela. 

Deixa Ele trabalhar, no silêncio conseguimos descansar e acordados iremos desfrutar de tudo o que Ele preparou. Vai valer a pena, só continua andando.

Hoje

29 de nov de 2016


Semana passada eu escrevi um texto sobre agradecer. O quão isso é importante para a nossa vida, para os nossos relacionamentos, para o nosso próprio coração. Hoje eu ia escrever sobre um outro assunto, mas eu não poderia deixar passar em branco o que aconteceu.

Hoje, logo que abri meu celular me deparei com as noticias do dia. Um time indo realizar um dos seus maiores sonhos. Sonho que anteriormente estava distante demais da realidade de um time que disputou a série D. Sonho que foi chegando perto, cada vez mais perto, tão perto que parecia brincadeira. Como vibrei ao saber que o Chapecoense estaria disputando o título da sul - americana. Não era nenhum dos grandes clubes que nossos olhos já estavam acostumados a ver. Era a hora do verde e branco. Era hora do pequeno que se tornou grande, um dos melhores, o inesquecível. 

Embarcaram atrás de um sonho e pousaram em nossos corações. Se torna impossível não se sensibilizar. Meu coração doeu, as lágrimas escorreram e junto com a minha mãe fiz uma oração. Há coisas que está fora da nossa capacidade de entender, mas isso não nos impede de estender a mão. Chapecó está tão longe, mas meu coração os trouxe para perto. Para sentir a dor, para chorar junto, para pedir que os familiares sejam consolados, os torcedores sejam consolados, o país seja consolado.

Eram pais, irmãos, sobrinhos, tios, trabalhadores. Era uma cidade representada, era um time. Poderia ser eu, você, um parente, nosso time ou nossa cidade. Hoje, nós é que gostaríamos de estar vivendo um sonho. Hoje, todos nós gostaríamos de ver a foto do time erguendo a taça de campeão, com o sorriso estampado no rosto e limpando o suor que levou a vitória. Só não queríamos ver a certeza batendo na porta e dizendo que tudo o que estamos vivendo é real. 

O pior da tragédia é todo o arrependimento. Em meio a tudo isso, além de orar em todo tempo pelos sobreviventes e pela família dos que se foram, eu digo a vocês: Nunca deixem nada para amanhã. Não deixem de demonstrar, de viver, de sonhar, de confiar, de acreditar. Achamos que temos o controle de todas as coisas, mas a verdade é que não conhecemos nem o nosso amanhã. 

Sou amante do futebol, visto azul e branco. Sou cruzeirense, mas hoje sou Chapecoense. Ontem conheci uma dos maiores jogadores do meu time, hoje choro junto com aqueles que não vão conseguir fazer o mesmo. Sou ser humano, sou sentimento a flor da pele, não posso deixar isso passar em branco. Nunca vai ser apenas futebol, sempre será muito mais do que isso.

Meus sinceros sentimentos a todos. Deus sabe de todas as coisas e creio que Ele trará o consolo a todos nós. 



Agradeça.

24 de nov de 2016


Existem mil coisas da cultura americana que o Brasil acabou aderindo. Entretanto, seria tão lindo ter o feriado de #thanksgiving aqui também. Caso alguém aqui não saiba, toda quarta quinta-feira de novembro é feriado nos EUA, as famílias se reúnem com as mesas fartas de comida em prol de uma única coisa: Agradecer a Deus por tudo o que tem acontecido. 

Quando chega esse dia, eu sempre costumo me perguntar pelo o que eu poderia ser grata. Então, pelo o que você seria grato hoje?

Eu comecei a desenvolver a gratidão faz pouco tempo. Sempre fui muito educada com todos a minha volta, agradecia por tudo. Seja o garçom que estava me servindo em algum restaurante até ao desconhecido que gentilmente abria o caminho em meio a rua lotada de pessoas, ou que me cedia um lugar no ônibus, ou que me ajudasse com qualquer coisa. Certamente, isso não era mais do que a minha obrigação.

Mas, na questão da vida, de como eu me encontrava, do meu relacionamento com a minha família, de tudo o que alcançava, isso não virava um agradecimento. Só quando eu lembrava, talvez no fim do dia, depois de celebrar com todo mundo. Talvez na manhã seguinte, ou uma semana depois. 

Até que um dia, vi um post no facebook que dizia assim: Se você acordasse amanhã com tudo o que agradeceu hoje, o que te sobraria? Tapa na cara. Depois disso eu comecei a colocar em prática, antes de contar uma novidade pra alguém, eu já tinha agradecido a Deus por isso. Se tornou algo tão forte que hoje eu até agradeço pela água que bebo durante o dia. 

É melhor ser conhecido pelo excesso de gratidão do que pela ingratidão. Muitas vezes, as pessoas só esperam um simples agradecimento e  não somos capazes de fazer isso. Hoje, eu agradeço a Deus por tudo. Pelo o que aconteceu e pelo o que ainda vai acontecer. Aprendi a depender dEle e entendi que o dia sendo maravilhoso ou sendo um dos piores, a minha geladeira lotada de comida ou só com água, trabalhando ou desempregada, eu tenho a companhia dEle e isso enche meu coração de paz pra continuar. 

Pratique a gratidão, isso nos torna mais humildes, mais humanos. Agradeça aos desconhecidos que gentilmente te ajuda em algo. Agradeça aos seus pais por tudo o que eles te dão e por tudo o que fazem por vocês. Agradeça aos seus amigos pelo companheirismo, pela amizade, pelo ombro quando você precisa chorar. Agradeça a Deus por tudo isso e muito mais. Isso faz bem para o coração, deixa a vida muito mais bonita.

Antes de ir, muito obrigada a vocês, por ler cada post e me incentivar a continuar.  Que vocês tenham um final de 2016 lindo e um 2017 abençoado.

Tranças

23 de nov de 2016

Por muito tempo, sempre que o verão começava a dar as caras, eu corria para cortar o meu cabelo. Acho mais prático para cuidar, ajuda na hora de aliviar o calor e, como meu cabelo cresce muito rápido, o coração não chegava nem a doer. 

A questão é que de alguns meses pra cá, eu desisti de cortar meu cabelo. Esse ano eu cortei ele na virada e em abril cortei novamente, agora eu só penso em tirar as pontinhas e olhe lá! Cheguei até comentar aqui uma vez do quanto eu queria usar o cabelo grande novamente só para me jogar nas tranças. E, é esse o tema do nosso post: Tranças.

Desde pequena eu sempre amei usar tranças, quando aprendi a fazer sozinha foi uma vitória para o meu caderno. Depois começaram a surgir diversos modelos, a trança embutida, espinha de peixe, boxer braids e os meus olhos amavam ver os diversos penteados que eu poderia fazer. Não aprendi a fazer todas ainda, mas hoje em dia existem milhares de tutoriais na internet.


Eu amo usar o cabelo semi preso. Principalmente enquanto sofro com a franja que não está tão grande e nem tão curta, começo uma trança prendendo a franja e depois deixo a imaginação rolar. Coloquei as duas fotos como inspiração porque amei o penteado, um estilo bem romântico e fácil de fazer.


E temos inspirações pra você que não quer mexer na raiz e pra você que só quer o penteado na raiz ( o que seria pra mim também!). A espinha de peixe é linda e super fácil de fazer e o segundo penteado é da Julia Petit, uma falsa trança com elásticos. Com um pouquinho de paciência dá super certo.

Essas duas inspirações são do blog Barefoot Blonde, que é cheio de tutoriais lindos feito pela Amber Clark. Além de vários tutoriais e vídeos, você encontra fotos lindas no blog dela, vale muito a pena conferir. Eu já separei vários pra mostrar a minha irmã e pedir ajuda na hora de fazer no meu cabelo.

Aqui no Brasil temos várias meninas que ensinam penteados lindas, mas a que eu tenho acompanhado mesmo é a Paola Borelli, desde que vi a indicação da Camila Queiroz. Ela tem um canal no youtube e uma conta no instagram (@voudetranca) que mostra seus penteados super criativos, lindos e para todos os gostos.



Essa trança com elástico inspirada na Chiara Ferragni tem sido a minha favorita, eu ainda não tentei fazer, mas ela é super simples e fica super linda! 



E também temos esse coque lindo, que dá pra usar em uma formatura e até mesmo em uma noite de verão. Eu custo a usar coque, mas preciso dizer que super apostaria nesse. E como citei lá em cima a trança da Julia Petit, segue o tutorial dela também <3


Ufa! Quantas dicas e inspirações pra vocês! Além dos canais que citei, também tem a Mari Maria que faz tutoriais lindos de tranças e maquiagens, vale a pena conferir!

E aí? Vocês apostam nas tranças também? Podem me contar!

Um super beijo e fiquem com Deus <3